Pato Branco e Região.
Telefone: (46) 3223-1232
E-mail: jornalatlanta@gmail.com

Cadeia de Pato Branco vai passar por reformas e terá capacidade para 300 presos

  • 07/10
  • Pato Branco
  • Assessoria de imprensa

A revitalização do presídio da 5ª Subdivisão Policial foi um dos temas tratados pelos vereadores na sessão de quarta-feira (02), com o delegado chefe da SDP, Helder Andrade Lauria. Também participaram o chefe de Cadeia, Jeandro Militão e o chefe do Escritório Social, Francisco Correia.

O delegado Helder disse que o trabalho é desenvolvido por 24 policiais civis, dois delegados, 15 investigadores, seis escrivães, além de auxiliares administrativos e cinco estagiários.  A Delegacia da Mulher atende os municípios de Itapejara D”Oeste, Bom Sucesso do Sul e Vitorino, o que soma mais de 92 mil habitantes. A área de abrangência da Subdivisão Policial é integrada por  15 municípios.

Dados

No primeiro semestre, conforme o delegado, registros 2.302 boletins de ocorrências, instaurados 1.007 inquéritos e relatados, ou seja, finalizados e remetidos à Justiça 1.058 inquéritos.  O resultado é a ação dos profissionais que desenvolveram uma verdade força-tarefa e concluir  os inquéritos, principalmente, os antigos. No período, 29 mandados de prisão cumpridos, de acordo com Helder, que salientou que crimes contra a vida, total de onze  neste ano e  todos elucidados. “Temos 100% de solução nos crimes de homicídio”, afirmou,

O funcionamento da Delegacia Cidadã de Pato Branco, em sua opinião é uma evolução. A estrutura estará funcionando nas antigas instalações do Fórum.  Outro ponto, destacou o delegado, é a passagem da carceragem da Polícia Civil para Departamento Penitenciário (Depen), que assumiu cerca de 300 presos. Com isso, a Polícia Civil passou a realizar somente as investigações.

Reforma na DP

Está em andamento um projeto de revitalização da cadeia. O projeto visa aumentar o número de vagas, porém, não é para absorver novos detentos. Pelo projeto, explicou Francisco Correa, chefe do Escritório Social, que coordena a Divisão de Ocupação e Qualificação da Penitenciária de Francisco Beltrão, o número de vagas na cadeia não deve passar de 300.

Ações buscam dar dignidade aos presos, pois, no aglomerado de pessoas, 34 mulheres estão em duas celas. As mudanças têm a parceria da OAB de Pato Branco, Conselho da  Comunidade, comentou Correa, que registrou o trabalho que é realizado  pelo chefe de Cadeia,  Jeandro Militão.

Correa registrou a importância de o debate ter sido feito no Legislativo, normalmente o assunto é abordado em situações de rebelião,  quando ocorre morte, quando é interditado por surto de gripe. “Hoje é um momento impar, hoje é um momento diferente”, pontua Correa, porque o surto de gripe, a tentativa de fuga, tentativa de rebelião não está fazendo parte da rotina.

O debate foi concluído com as indagações dos vereadores. Os primeiros a usarem o espaço foram os autores do convite, vereadores Claudemir Zanco, Biruba (PDT), Frabricio Preis de Mello (PSD), Moacir Gregolin (MDB) e Vilmar Maccari (PDT).

Texto: Assessoria

Foto: Arquivo

Voltar
Entre em Contato
Telefone: (46) 98824-0577
E-mail: jornalatlanta@gmail.com
Endereço: Rua da República, 551 - São Cristóvão
Pato Branco - PR
Facebook
Receba Nossas Novidades